A pesquisa tem por finalidade realizar um mapeamento participativo com público selecionado e com auxílio de um sistema de informações geográficas de participação pública (em inglês, Public Participation Geographic Information System, PPGIS) e inferir sobre a qualidade ambiental na zona costeira do estado do Rio de Janeiro.

O Decreto Federal 5.300/2004 prevê os instrumentos de políticas públicas a serem aplicadas no gerenciamento costeiro, dentre eles, o Relatório de Qualidade Ambiental da Zona Costeira (RQA-ZC). Assim, um dos objetivos específicos é avaliar se o mapeamento participativo funciona como ferramenta para inferir sobre o estado ambiental da costa.

A área geográfica de estudo é a zona costeira do estado do Rio de Janeiro e o público-alvo são os integrantes de instituições de ensino nos municípios costeiros e representantes de colônias de pescadores registradas e em operação no estado do Rio de Janeiro, os quais são convidados a participar do mapeamento.

Além disso, são consultadas autoridades públicas dos principais orgãos e instituições ligadas à gestão ambiental, a respeito de aspectos ligado à sustentabilidade das áreas costeiras e marinhas, por envio de questionário semi-estruturado, acessado via Internet. 

A partir da divulgação dos resultados dessa pesquisa, espera-se levantar dados relevantes para a gestão ambiental da zona costeira fluminense e contribuir para o aumento da mentalidade marítima e da noção importância da conservação ambiental entre a população em geral.

A pesquisa faz parte do estágio pós-doutoral da Dra. Raquel Souto e agradecemos ao apoio do Conselho Nacional de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

 Para entrar em contato: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.